4 comentários

Nota de abertura. Comece por aqui.

Aos amigos que tenho e aos outros que espero poder vir a fazer aqui..

Este espaço não é mais que o aproveitamento da evolução tecnológica da comunicação.

Vão longe os tempos dos sinais de fumo, os tambores, os “beep do morse”, o telefone com fila de espera pela chamada.

Hoje temos o expoente máximo da tecnologia da comunicação em casa. Melhor dizendo, no bolso. Daí que o devamos aproveitar na sua plenitude, minimizando a ausência do calor humano de outrora, quando os nossos antepassados se juntavam e ficavam horas a usufruir desse inestimável conforto que é o contacto próximo com o nosso semelhante.

Fiquemos, pois, “um pouco mais próximos”, na impossibilidade de nos juntarmos mais vezes. Usufruamos da tecnologia, naquilo que ela própria nos cerceou, quando nos amarrou ao sofá frente àquela caixa que mudou, de facto, o mundo.

Ou seja, que nos mudou a todos nós, isolando-nos uns dos outros, para nos estupidificarmos frente a um ecran onde, ilusoriamente, nos querem fazer crer que temos tudo.

Busquemos, pois, o calor humano possível neste ciberespaço, na impossibilidade de rumar ao passado, se é que, nesta altura, ainda nos resta algum alento para o fazer, mesmo que tal fosse possível.

Assim: comente, critique, brinque, ria, faça rir, conte, reconte… mas acima de tudo partilhe e divirta-se, deixando-nos uma réstea do tal calor humano que nos roubaram, iludindo a distância com a clausura de uma liberdade que ilusoriamente nos vão convencendo que ainda temos.

Se lhe apetecer insultar alguém, deixe sempre para o dia seguinte. Para insultar todos os dias a nossa consciência chegam-nos os que já temos; os políticos em quem (de um modo geral) confiamos, periódica e alegremente, depositando o nosso voto naquela caixinha cujo nome se constitui no que de mais apropriado conheço: a urna…

O que lá cai, é como se estivesse já morto…

Se, pelo contrário, me deixarem por aqui a falar sozinho, garanto-vos que ficarei bem mais pobre e ilusoriamente vivo…

Pedro Cabrita

Anúncios

4 comments on “Nota de abertura. Comece por aqui.

  1. Caro Cabrita,

    Tenho a convicção de que neste espaço cibernético existe muito para crescer e por vezes nos deparamos com pessoas que são uma autentica surpresa. Coisas escondidas da conversa de dia a dia que são expostas neste espaço sem o menor preconceito. Acho muito positivo e como refere, porque não aproveitar esta ferramenta tecnológica.

    Um abraço,

    PS.: Após várias incursões à mesa de voto, nunca tinha feito tão acertada associação à referida caixinha.

  2. Não vou fazer um blogue, mas posso aproveitar este (será que posso pôr um avião?)

  3. Meu Caro Amigo Paulo

    Este Blogue já é teu também.
    Dispõe…

    Abraço

  4. Tal como disse o Sr. Paulo Esteves, eu não quero um Blogue para mim. (Mas será que posso pôr um Galeão. Um abraço do VS

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: