2 comentários

Os deuses devem estar loucos… ou demasiado caros.

 

Não tenho ideia de alguma vez ter visto os devotos ou os fanáticos irritados com os seus objectos de adoração; os deuses.

O Deus, porque é Deus, tem sempre razão e os seus seguidores devem tornar-se oficialmente cegos a fim de os seguirem sem dúvidas e no estreito caminho da maior devoção.

Mas piores que os deuses que vivem no Olimpo – sempre um tanto arredios e ocupados com os seus afazeres – são os deuses da terra, que nos calcorreiam a fé todos os dias e estão sempre presentes para nos fazerem lembrar que existem, mas também para exigirem devoção permanente.

Vem toda esta divina divagação a propósito da recente atitude do nosso deus terreno de estimação Cristiano Ronaldo, quando em pleno jogo com Israel pontapeou uma bola numa óbvia atitude de insolência para com ao árbitro, quando o jogo já se encontrava interrompido.

A atitude – tomada quando a selecção já perdia por 3-1 – pretendeu manifestar a sua discordância com uma decisão do árbitro, naturalmente à mistura com uma evidente frustração, atitude normal nos deuses quando as coisas lhes correm mal.

O árbitro não teve outro remédio senão assinalar a postura celestial do nosso CR7 com a amostragem dum cartão amarelo, penalização que o divo nem contestou, a não ser ter manifestado a habitual nacional má educação, voltando as costas ao árbitro, obrigando-o a ir atrás de si uma boa dezena de metros para lhe mostrar a cartolina.

Mais uma prerrogativa divina.

Tudo isto seria, para lá de normal, uma circunstância sem grande motivo de referência – além da demonstração cabal de que os nossos deuses lidam muito mal com o fairplay – não fosse o facto do nosso idolatrado Cristiano ficar de fora no próximo jogo da selecção nacional, por via desse mesmo cartão amarelo, algo que o rebento da Dª. Dolores Aveiro sabia de cor e salteado.

Mas o que deveras me fez confusão foi ter constatado que não houve um único jornalista ou responsável da selecção nacional que tenha deixado um breve esboço de crítica a esta atitude perfeitamente irresponsável e inqualificável do capitão da selecção, que pode apenas ajudar a comprometer em definitivo a presença no próximo mundial a ter lugar no Brasil. Algo que este pequeno país não suportará, entrando porventura em estado de catatonia colectiva…

Eu sei que o CR7 é o melhor abono de família do jornalismo mundial, onde naturalmente nos inscrevemos, sempre com um orgulho chauvinista de extrema exacerbação, a recordar-nos permanentemente a nossa periferia cultural e a empurrar-nos para o chamado 3º mundo, que contemplamos com bacoca sobranceria.

Mas é caso para perguntar:

– A devoção divina obriga-nos assim a tanto…?

…ou seria bom se os deuses estivessem um pouco menos caros…?

PC

2 comments on “Os deuses devem estar loucos… ou demasiado caros.

  1. Caro Cabrita
    Os valores mudaram. Já não somos deste tempo. Andamos cá por empréstimo e pagamos os juros da alarvice e da imbecilidade. Abraço e não se irrite

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: