3 comentários

Eles comem tudo…!

10 NOV 2011

Hoje de manhã abri a caixa do correio e tinha uma carta.

Uma daquelas cartas em que ficamos com medo de a abrir.

Nada de antraz ou bomba; algo por vezes bem pior que isso.

Li “Fin…” e recuei.

Rebobinei-me e passei … o IRS, …o IMI, …o IUC… etc!

Não; está tudo pago.

Inclinei-me um pouco mais e concluí… “anças”…

Não havia dúvidas; F i n a n ç a s … com maiúscula.

Li o endereço; estava certo. Era eu.

Rebobinei tudo outra vez.

Esquecer-me de pagar, não me esquecia. O Portal de Finanças encarrega-se de me avisar duas vezes num único mês os impostos que tenho de pagar e ainda acrescentam que é para meu bem. Ter os impostos em dia dá-nos mais cidadania e torna-nos mais, sei lá… mais fraternos,  mais amigos do governo, do estado, do dr. Relvas. Um autêntico bem-estar.

Abri devagar. Não era medo; era uma ligeira impressão de que as Finanças precisavam da minha ajuda para uma qualquer emergência.

Ainda admiti que se tivessem enganado no IRS e afinal havia algo a devolver-me e não a subtrair-me, como o haviam feito. Ou uma carta de parabéns por ter liquidado todos os meus deveres fiscais a tempo e horas. Sabia-me bem. Era um conforto…

Não!

Era uma multa…! Em termos mais precisos, uma coima. Uma coima tem uma suavidade diferente, é menos agressiva, menos dolorosa.

Era o que constava em “Assunto”.

O documento era extenso e até me animava esclarecendo que era uma “coima com redução”.

Sensibilizei-me. Andamos nós sempre a insultar os governantes que nos sugam o que podem e não podem e afinal eu até tinha uma coima com benesse.

Li tudo. E reli.

Vi datas e voltei a reler.

E dei comigo a pensar: como é que é possível que se escape 25% do PIB em contribuições, impostos e economia paralela com uma eficiência destas? Como é que escapam milhões e eu não consigo escapar com 15€ (… com redução) numa falha a todos os títulos imperdoável?

Confesso que senti algum orgulho com a eficácia da máquina fiscalizadora das Finanças. Até dá gosto viver e pagar impostos num país como este.

A estória, o caso, o tremendo roubo que fiz ao estado:

Em 16 de Janeiro de 2009 eu tive o desplante de pagar o IUC referente a 2008, duma viatura recentemente adquirida, 10 horas depois do prazo… Dez longas horas…

Um ano e dez meses depois as finanças conseguiram apanhar-me com dez horas de atraso no pagamento de um esbulho… perdão, de um imposto automóvel, vencido em 2009, depois de já ter pago o de 2010 e o de 2011.

Confesso que, de certo modo, me senti um privilegiado. Esta deferência do estado para comigo quase me comoveu.

Só não consigo entender é como ficam de fora de tanto carinho e consideração os tais desconsiderados que compõem esse monstro de 25% do PIB. Seria de todo saudável tratar estes portugueses com o mesmo desvelo que me dispensaram. Garanto que não mostrarei qualquer sinal de cobiça.

 

Pedro C.

 

 


3 comments on “Eles comem tudo…!

  1. Não será o único. Também fui contemplada com uma missiva de igual teor e valor.

  2. Abençoado ministério que tal eficácia tem!
    É por causa destes cidadãos que falham pagamentos pequeninos que não há tempo para apanhar os gajos que fojem com fortunas ao fisco! Como podem apanhar o Berardo, o Amorim, os gajos do BPN, os tipos do BPP e uns milhares de outros milionários que ripam a massa para os offshores, se perdem tempo com estas merdices?
    Caro Cabrita: vá lá pagar em moedas de 1 cêntimo. Enquanto contam, o Belmiro palma mais uns trocos!
    Gabriel Costa

  3. Vá lá tiveste sorte foram 10 horas de atraso, dá para indignar mas não muito. Se fossem 10 segundos como já aconteceu passavas-te.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: