1 Comentário

“Vá pelas escadas…” … e arrisque-se a morrer…!

 

Hoje no Jornal da SIC às 13h a mensagem era; “Vá pelas escadas…” e esqueça os elevadores.

A mensagem era suportada pela DGS (Direção Geral de Saúde, não a outra já extinta, mas que quase se adaptava…), o que já de si é muito grave, e era engalanada por um jovem (demasiado jovem) que explicava com aquela veemência que só os jovens conseguem exteriorizar, quando se deparam com algo que à primeira vista faz algum sentido, passando assim a uma verdade inquestionável; uma descoberta fantástica que vai revolucionar o mundo e ninguém ainda tinha dado por isso.

O jovem, de seu apelido Arriaga, brandia que subir escadas é fantástico porque resolve problemas cardíacos e de obesidade.

Esqueça o elevador; vá pelas escadas e em 3 minutos de manhã e outros 3 à tarde tem os seus problemas resolvidos; a ideia subjacente era taxativa e inequivocamente esta.

Ora ponhamos os pés bem assentes na terra e abrandemos a velocidade meio apaixonada deste nosso jovem, talvez com pouco tempo ainda para se dedicar a esta temática, no que ao seu estudo mais aturado diz respeito. Provavelmente nem leu sequer algo sobre o assunto; apenas lhe mandaram dar o recado.

Vamos diretos ao assunto: subir escadas é um exercício violento, ponto!

Se não fosse cansativo, esforçado e desgastante muitos o fariam alegremente e todos sabemos quanto custa. Mas subir escadas confere um grau de violência cuja repercussão varia de acordo com a idade, disponibilidade para o esforço e saúde. E aqui é que está o risco.

O termo “violento” é assim uma generalidade, obviamente.

Mas se dúvidas houver faça um teste: meça as suas pulsações antes de calcar o 1º degrau e volte a medir no 3º andar. O percurso pode ter durado 1 a 2 minutos; mas o seu pulso pode ter subido vertiginosamente de 70 para 100 p/m, senão mais. Isto é uma agressão ao seu coração, deixando por agora de parte os problemas articulares dos joelhos, cuja saúde não colherá igualmente quaisquer benefícios com a ideia.

Ora, um idoso com problemas cardíacos, ouve esta notícia e rejubila de satisfação.

Estou safo…!

Experimenta e, quem sabe…, não chega a perceber os efeitos do exercício porque chegado lá acima… tem um colapso cardíaco e morre.

Exagero? Não!

Um coração debilitado pode não resistir à violência deste esforço. Mas em qualquer dos casos a violência do exercício é sempre uma agressão para um órgão que deve ser tudo menos agredido.

Uma segunda falácia são os proclamados efeitos positivos na obesidade. Subir 3 andares duas ou três vezes por dia produz um consumo de energia praticamente zero.

Compreendemos esta “preocupação” do Estado em velar pela saúde dos seus cidadãos. Menos obesidade e melhor saúde, menos gastos do erário público em doenças e serviços hospitalares.

Contudo, convinha que a informação/formação da consciência dos cidadãos fosse proporcionada com melhor critério, não vendendo “produtos” de efeito rápido (estão na moda, todos sabemos) mas que podem tornar-se nocivos conduzindo a resultados de efeito zero, ou mesmo funestos, ressalvando-se aqui qualquer ideia de que se não será mesmo este o propósito do Estado…

Salvo melhor proposta apostaríamos naquilo que é mundialmente aceite como informação correta. Caminhadas, de preferência usando percursos planos, com um mínimo de 30 minutos de duração e deslocação moderada. O consumo de energia só ocorre desta forma.

Em vez das inapropriadas escadas o estímulo teria andado por melhores caminhos com a sugestão/imagem: se vai de Metro apanhe o transporte na estação seguinte e não naquela mais perto de sua casa. E a partir deste conceito cada cidadão poderia adaptar o seu quotidiano a esta ideia base.

Qualquer efeito positivo no coração e nos problemas da obesidade só se obtém com esforço moderado e prolongado por um tempo que não deve ser inferior a 30 minutos.

Escadas…; definitivamente, não!

Não há milagres.

Pedro Cabrita

(Lic. Ed. Física)

Anúncios

One comment on ““Vá pelas escadas…” … e arrisque-se a morrer…!

  1. […] “Vá pelas escadas…” … e arrisque-se a morrer…! […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: