Deixe um comentário

Isenção e Jornalismo de Referência

O Jornal Expresso do Dr. Balsemão encomendou uma sondagem a fim de sondar o “terramoto político” provocado pela prisão do ex-1º ministro José Pinto de Sousa (como prefere chamar-lhe o Ministério Público – nada a comentar).

A ideia seria informar os seus leitores com isenção e distanciamento; o momento assim o sugeria.
Avisado com antecedência acorri ao semanário.
1ª página, nada; 2ª também não. Fui andando até à 5ª e nada. Concluí; foi engano, não fizeram nenhuma sondagem. É prá semana.
Ainda fui à contra-capa; é onde por vezes ressaltam alguma notícia importante. E nada.
Dei em passar todo o jornal a fim de confirmar se afinal a sondagem não teria sido efectuada.
Surpresa…! Página 15… Lá estava ela… Pouco exuberante, mas estava.
Chegou menos de meia página mas, envergonhada (duas breves tirinhas assinadas pelo Bernardo Ferrão – rapaz que não engana como o algodão), ela lá estava com muito bonequinho a encher o espaço.
Estranhei. Mas depois fui ler a sondagem que deveria prenunciar o tal “terramoto político”.
E lá percebi. Nem terramoto nem tsunami, antes um dia solarengo para as bandas do Largo do Rato.
PS não muito longe da maioria absoluta; PS sozinho com mais intenções de voto que o PSD/CDS juntos; A. Costa destacado à frente nos índices de popularidade.
E dei-me em cogitar; o que terá corrido mal na sondagem…? “Azarucho”, como referiu há bem pouco tempo um advogado agora muito em voga.
Volvi também à 1ª página para reavaliar a configuração da mesma.
José Sócrates predominava e, mais ainda que ele, uma tremenda foto de Henrique Leitão (prémio Pessoa). E concluí; não fora o “terramoto” pífio e Henrique Leitão jamais teria direito a tão grande dimensão de 1ª página no Expresso. E não seria, certamente, na 15ª que figuraria. A homenagem é merecida.
Enfim; a isenção e o jornalismo de referência nem sempre se medem pelas palavras mas por actos ou omissões.
Valha a importância atribuída pela generalidade de quase todos os restantes órgãos de informação que deram todo o destaque à sondagem do Expresso e SIC. Ao mais pequeno descuido e lá caem as máscaras.
Mas ainda aposto noutro lance; se esta semana aparecer outra sondagem em sentido inverso (espero isso a todo o momento…), o Expresso dar-lhe-à 1ª página no próximo sábado. Vale…?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: